Marco Elizio

Marco Elizio de Paiva é historiador pela PUC-Minas e mestre em história da arte moderna pela University of Texas at Austin. Foi professor adjunto do Departamento de Artes Plásticas da Escola de Belas Artes da UFMG por 32 anos, onde foi também diretor. É coordenador do Curso de Especialização em História da Arte da PUC-Minas e estudioso da arte colonial brasileira, arte pré-colombiana das Américas, arte barroca, arte russa e arte islâmica. Tem trabalhado atualmente como Travel Consultant em roteiros culturais, especialmente os que envolvem a arte pré-colombiana, a arte barroca na Itália, Portugal e Brasil, a arte islâmica, assim como a história e a arte da Rússia.

Professor

Something went wrong

Refresh your page to try again

Se inscreva

A Beleza Moderna
Ao Vivo com Luiz Flavio

4 encontros

Ao Vivo Online

Valor

O curso será gravado, caso você não possa ver ao vivo receberá o link da gravação da aula.

Quartas 19h:30 às 21h

05 a 26 de maio

R$280,00

Klimt, Matisse, Modigliani e Picasso

Quartas

19h30 às 21h

05 a 26 de maio

Sobre o curso

Online ou Presencial

Caso você não possa ver ao vivo, receberá o link da gravação.

O Jardim das Delícias Terrestres de Bosch

Terças, 19h30 às 21:00h

Dias 7 e 14 de Dezembro

Online ou Presencial

Duas palestras sobre a polêmica tela de Bosch, pintada em 1500

A famosa pintura O JARDIM DAS DELÍCIAS de Hieronymus Bosch, pintada por volta de 1500, é um documento precioso de como o humanismo renascentista era praticado ao norte da Europa, em uma sociedade ainda mergulhada no espiritualismo gótico com seus símbolos imóveis e sagrados aceitos pela multidão como verdade revelada e imutável.

Bosch foi o artista que libertou a natureza aprisionada do espírito crítico do homem do norte usando o folclore funambulesco e esquisito das vinhetas das iluminuras medievais em montagens naturalistas fantásticas, voltadas para a apreciação do espírito do homem moderno. Seu JARDIM DAS DELÍCIAS é um paraíso luminoso, fantástico, porém moral e científico; a humanidade se deliciando perigosamente nele, descuidada pela licenciosidade do pecado de Adão e Eva, tendo o Inferno gemente de monstros e pesadelos grotescos como castigo. Um drama humano brincalhão e divertido não para ser lamentado, mas para servir à apreciação da inteligência que entrava em uma era de harmonia superior, a do humanismo.

Entender a razão e o significado dessa obra prima não é apenas conhecimento necessário, é uma obrigação.

O jardim das delícias terrestres de Bosch

Palestra com

Marco Elizio

O Jardim das Delícias de Bosch